terça-feira, 1 de abril de 2008

Caminho da ROÇA - fev/mar/abr - E.D.I.T.O.R.I.A.L

Nesta Edição, o Caminho da ROÇA faz referência aos 10 anos de ocupações coordenadas pela CPT-AL, celebrados em sua 19ª Assembléia Estadual, realizada no mesmo período da Conferência dos Povos da Bacia do São Franscisco e do Semi-árido Brasileiro.
Na madrugada do dia 28 de novembro de 1998 – tempo do advento - um grupo de 353 famílias sem-terra vindo de Messias, Murici e Branquinha, ocupou a fazenda Flor do Bosque em Messias. Ali nascia um embate que durou nove anos. Com a Flor do Bosque, o rosto da CPT de Alagoas se modificou e o testemunho tomou outra dimensão. A Flor do Bosque se tornou a trincheira da luta e da resistência dos camponeses sem terra contra o latifúndio alagoano. A Arquidiocese de Maceió, na época, pastoreada por Dom Edvaldo Amaral, tirou uma nota histórica de apoio as famílias e conclamou a sociedade a lutar por reforma agrária. A solidariedade não parou por ai, pessoas e entidades de Alagoas, do Brasil e de outros países se mobilizaram e assumiram a luta do povo do Bosque. Destacamos a atuação da irmã Mariette Millot, da congregação das irmãs de Assunção, e membro do Comitê pela Eliminação da Pobreza (CPEP) com sede no Canadá, que visitou algumas vezes o acampamento e fez vários comunicados as autoridades brasileiras cobrando a desapropriação do imóvel. A terra da Flor do Bosque, cerca de 500 hectares, era insuficiente para abrigar a quantidade de famílias acampadas, foi preciso buscar a herança deixada por Deus (gênese,12). Da semente do Bosque brotaram outras ocupações e conquistas, atualmente a CPT acompanha 598 famílias organizadas em 13 assentamentos e 1114 famílias em 20 acampamentos, a luta que começou na Mata Norte se espalhou pelas regiões do litoral e do sertão. Na caminhada de volta pra roça, além das cercas e dos arrames, encontrou-se a força do latifúndio e a “mão” do aparato do Estado, que nasceu pra defender a propriedade. Forças reacionárias que não aceitam o raiar da madrugada do dia 29 de novembro de 1998, dia da Flor, dia do Bosque, dia da conquista da terra...tempo novo, tempo de graças! Boa leitura!

Nenhum comentário: