segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Grito dos excluídos antecipado circulou o centro da capital alagoana

No dia 05 de setembro aconteceu o Grito dos Excluídos em Maceió. A mobilização foi iniciada com as palavras do arcebispo metropolitano de Maceió, Dom Antônio Muniz.
“Vamos dizer que não é possível, não queremos, não aceitamos um mundo de morte. Queremos sim construir um Brasil de vida. ‘Eu vim para que todos tenham vida e a tenham em abundância (João 10,1-10)’ – Esse é o evangelho que nos une. Há tantas diferenças entre nós, juntamo-nos e assim vamos iniciar a construção de uma sociedade justa, fraterna, onde haja oportunidade para todos”, disse Dom Muniz.
Cerca de 2 mil pessoas participaram da caminhada no Centro da capital, com faixas e palavras de ordem contra a exclusão, em defesa dos direitos humanos, chamando atenção para o tema do 14º Grito dos Excluídos “Vida em Primeiro Lugar, Direito e Participação Popular”.
O Grito foi iniciado na Praça Deodoro, passou pela sede do Tribunal de Justiça, Ordem dos Advogados do Brasil – seccional Alagoas, pela Catedral e foi encerrado na Praça dos Martírios, com a apresentação do grupo Malungos do Ilê.
A ação foi organizada pelas Pastorais Sociais e Paróquias da Arquidiocese de Maceió junto à Movimentos Campesinos e Sindicatos.


Galeria de Imagens abaixo:


Nenhum comentário: