quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Camponesas são agredidas em frente à Secretaria da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos


No Dia Internacional Contra a Violência às Mulheres e Meninas, as trabalhadoras acompanhadas pela Pastoral da terra são agredidas ao tentar reivindicar direitos

Ontem (25/11), as trabalhadoras rurais acompanhadas pela Comissão Pastoral da Terra de Alagoas (CPT/AL) caminharam até a Secretaria da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos para se reunir com a secretária, Wedna Miranda. Ao tentarem entrar no prédio, foram agredidas por um segurança ainda não identificado.

O objetivo das mulheres era agradecer as ações de cidadania realizadas nas regiões do sertão, zona da mata e litoral de Alagoas e discutir reivindicações feitas em maio de 2008. Apesar do ocorrido, a reunião aconteceu, a secretária desculpou-se pelo incidente e se comprometeu em realizar mais ações de cidadania, inclusive no agreste do Estado – onde o a secretaria do Governo não cumpriu com o acordo de fazer a atividade.

Ao contrário do que noticiado em alguns meios de comunicação, os servidores não foram impedidos de sair do local. O tumulto aconteceu devido à truculência de um homem na porta do prédio.

As camponesas contaram que sempre foram bem recebidas na Secretaria da Mulher e jamais esperavam uma recepção daquela forma. Duas mulheres sem-terra fizeram exame de corpo de delito no IML e vão fazer o boletim de ocorrência. A CPT pretende entrar com um processo contra os responsáveis pelo ocorrido.


Maiores informações: Heloísa Amaral (Agrônoma da CPT) - 9341-4025 / Carlos Lima (Coordenador da CPT) - 9127-5773

Nenhum comentário: