terça-feira, 17 de março de 2009

Lideranças e autoridades discutem a ocupação na fazenda em Branquinha

Nesta quarta-feira, 18, terá uma reunião na Vara Agrária em Maceió-AL, a partir das 11h30, sobre a reintegração de posse da fazenda Campo Verde ou Monte Verde, localizada no município de Branquinha. A ocupação foi realizada de forma conjunta, por trabalhadores rurais vinculados ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), o Movimento de Libertação dos Sem Terra (MLST) e a Comissão Pastoral da Terra (CPT).

As lideranças exigem que as vistorias na propriedade sejam executadas, e afirmam que a função social da terra não é cumprida. A fazenda localizada a aproximadamente 70 km de Maceió do usineiro João Lyra, infringe o artigo 186 da Constituição Federal, e aponta irregulares na área ambiental (desgaste do solo, destruição da mata atlântica e o cultivo de cana em áreas com mais de 45º de angulação), e questões trabalhistas, inclusive, no ano passado foi notificado por prática de trabalho escravo.

Participam da reunião: as lideranças dos movimentos que são favoráveis à reforma agrária e ocuparam as terras, Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), Centro de Gerenciamento de Crise da Policia Militar de Alagoas e representante da fazenda.

Nenhum comentário: