quarta-feira, 22 de abril de 2009

Trabalhadores rurais recebem ameaças no sertão alagoano

As ameaças de despejo e mortes foram intensificadas nos acampamentos Boa Viagem e Boa Vista que são acompanhados pela CPT-AL


Por: Helciane Angélica - jornalista


Trabalhadores rurais vivem amedrontados no sertão alagoano, lideranças dos acampamentos Boa Viagem e Boa Vista que são acompanhados pela Comissão Pastoral da Terra (CPT-AL) denunciam que há algum tempo estão recebendo ameaças de despejo e até de morte, e temem que as promessas sejam cumpridas.

No último sábado (18) no acampamento Boa Viagem, localizado a 6 km distante da cidade de Olho D’Água do Casado, as 30 famílias que residem no local há nove meses foram surpreendidas à noite por um dos filhos pelo proprietário João Maurício dos Santos que juntamente com mais três acompanhantes (dois deles estavam armados) disseram que iriam tocar fogo nas casas de taipa com o objetivo de expulsá-los, e que matariam as principais lideranças, inclusive, o coordenador da região.

As intimidações foram ouvidas até pelas crianças que ficaram assustadas. Após dois dias, um outro filho do proprietário foi pessoalmente pedir desculpas aos trabalhadores e afirmou que seu irmão estava altamente alcoolizado e não iria fazer nada do que tinha prometido. O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) já abriu processo com a intenção em adquirir a área ocupada, já que é considerada improdutiva e possui inúmeras dívidas.

O coordenador da CPT-AL e responsável pela região, Cícero Marcos dos Santos, esteve no local para tranquilizá-los e informou que tomará as medidas necessárias para garantir a integridade física dos trabalhadores, nessa quinta-feira (23) fará um boletim de ocorrência na Delegacia Regional de Delmiro Gouveia que é a mais próxima da região.

Outro caso

Também no acampamento Boa Vista situada a 15 km da cidade de Jacaré dos Homens, a situação encontra-se delicada. A ocupação possui dois anos e nos últimos três meses o clima de medo e perseguição ficou mais forte. Os trabalhadores rurais denunciam que motoqueiros desconhecidos estão rodando o local tanto para obter informações, assim como, para emitir recadinhos com ameaças.

Na próxima terça-feira, as lideranças também prestarão queixa na delegacia mais próxima para relatar os últimos acontecimentos, além de declarar que se ocorrer qualquer incidente ou morte na área o principal suspeito de mando será o proprietário José Carlos Amorim, que já fez pessoalmente várias ameaças.

Organização

A CPT-AL busca a transformação sociopolítica, preza pelo respeito e a garantia dos direitos para os trabalhadores rurais. No sertão alagoano, homens e mulheres estão trabalhando na terra e conseguem cultivar legumes, milho, feijão, feijão de corda, melancia, abóbora e palma.

Ao todo, são acompanhados sete assentamentos e quatro acampamentos, são eles: os assentamentos Velho Chico (Belo Monte), Delmiro Gouveia (Inhapi), Cobras, Nossa Senhora da Conceição, Nossa Senhora Aparecida ou “Navio” e Todos os Santos no município de Água Branca; e os acampamentos Liberdade (Água Branca), Boa Viagem (Olho D’água do Casado), Boa Vista (Jacaré dos Homens) e Santa Mônica (Belo Monte).

Nenhum comentário: