quarta-feira, 20 de maio de 2009

CPT-AL reivindica implantação de cinturão verde em Messias


No primeiro dia da Jornada dos Canavieiros teve prevenção sobre trabalho escravo e a entrega de um abaixo assinado, que exige uma área de transição entre a produção de cana de açúcar e a cidade



Foi iniciada ontem (19) na zona da mata alagoana a segunda edição da Jornada dos Canavieiros promovida pela Comissão Pastoral da Terra em Alagoas (CPT-AL), que busca promover a conscientização dos direitos trabalhistas junto aos canavieiros. A atividade conta com o apoio da Paróquia São Sebastião de Messias e do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Branquinha – nesta quarta-feira as ações continuam em Messias e amanhã seguem para Branquinha.


Jornada dos canavieiros em Messias

O primeiro dia da jornada foi aberto com uma reunião entre os participantes da mobilização e a distribuição do material pedagógico, camisas e sacolas de pano. A equipe foi formada por agentes da CPT-AL, trabalhadores rurais que atualmente estão em assentamentos da reforma agrária e integrantes da Pastoral da Juventude do Meio Popular (PJMP).

Para facilitar a execução das atividades, o grupo foi dividido em panfletagem e comunicação. Teve a distribuição do jornal da jornada e do material preventivo sobre o combate ao trabalho escravo no Conjunto Novo, conhecido como morro do macaco. Também teve panfletagem e pesquisa na comunidade do Corte, onde foram aplicados 40 questionários que serão tabulados. A segunda equipe participou da programação da rádio FM de Messias.













Distribuição do material com os participantes da jornada; panfletagem e pesquisa nas residências


Outro ponto importante foi a entrega de um abaixo-assinado ao vereador Antônio Cícero do Nacimento, conhecido por Balu, na Câmara de Vereadores de Messias. Infelizmente não foi possível a realização de uma audiência, já que os vereadores foram convocados para uma assembleia em Maceió, promovida pela União dos Vereadores de Alagoas (UVEAL).
O vereador Balu, ex-presidente do sindicato de trabalhadores, recebeu o abaixo assinado que solicita a implantação de uma área de transição entre a cana de açúcar e a cidade de Messias – atualmente a plantação do agronegócio corresponde a 99% da produção agrícola no município. Essa área seria um cinturão verde, composto de espécie da mata atlântica e um espaço para a produção de alimentos. O vereador se comprometeu em entregar ao presidente da câmara e abrir espaço para uma sessão pública onde o tema será discutido amplamente.


O Vereador Balu assinando o recebimento do abaixo assinado, que reivindica a criação de um citurão verde (área de transição entre a cana e a cidade)


Durante a noite, teve a exibição do documentário “Do bagaço à liberdade”, produzido pela CPT Nordeste 2 e Rede Social com apoio da Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE). Logo após, ocorreu o debate sobre o tema exposto e depoimentos dos camponeses que ressaltaram as condições de miséria quando trabalhavam nos canaviais e afirmaram que o maior sonho era ter um pedaço de terra para plantar.

O trabalhador rural José Feliciano, conhecido por Saúba, fez um testemunho referente a sua rotina no corte da cana e como vive hoje no assentamento Quilombo dos Palmares localizado em São Miguel dos Milagres. “Eu era escravo, desde os nove anos de idade. Hoje sou um homem livre e tiro da terra o meu sustento, quando vivia na cana sempre estava cansado e ganhava pouco, hoje sou feliz e aprendi amar a natureza e plantar comida”, afirmou. Também foram expostas as experiências de vários jovens, que contaram as aventuras da migração para outros Estados e as dificuldades enfrentadas durante as empreitadas do corte da cana.


Programação da Jornada dos Canavieiros:


20/05/09 (quarta-feira) – Messias

08h00: Reunião com a equipe
09h00: Ato na Prefeitura
12h00: Almoço
14h00: Visita (pesquisa) e convite para o filme no Conjunto Ana Raquel
17h00: Avaliação
19h30: Exibição do filme “Do Bagaço a Liberdade”, na Escola Municipal Emilio Elizeu.


21/05/09 (quinta-feira) – Branquinha

09h00: Reunião com a equipe
10h00: Panfletagem
12h00: Almoço
14h00: Visita (pesquisa) na comunidade Mundo Novo
17h00: Avaliação
19h30: Exibição do filme “Tabuleiro de Cana, Xadrez de Cativeiro”.

Nenhum comentário: