terça-feira, 14 de julho de 2009

CPT-AL participa de seminário sobre Economia Popular na Ufal


Será apresentada a Feira Camponesa, um dos projetos bem sucedidos da organização que completa 25 anos de atuação em 2009.

Por: Helciane Angélica - jornalista



Teve início ontem e segue até sexta-feira (17.07) o Seminário de Economia Popular em Alagoas no auditório do CSAU localizado no Campus da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). O evento é promovido pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEAC) em parceria com a Pró-Reitoria de Extensão (PROEX), busca analisar as experiências bem sucedidas e estimular o debate entre os acadêmicos e a sociedade.

A Comissão Pastoral da Terra de Alagoas foi convidada para participar da programação nesta terça-feira (14.07) às 14h, onde destacará a experiência da Feira Camponesa - um dos mais importantes projetos da CPT-AL, que possui 25 anos de atuação e serviços prestados às famílias camponesas. O coordenador estadual e historiador, Carlos Lima, contará um pouco da trajetória, objetivos, número de assentamentos e acampamentos envolvidos, além de apresentar fotos das edições realizadas.


Feira Camponesa


O projeto iniciou em outubro de 2004 com o objetivo de valorizar a cultura camponesa e gerar renda as famílias produtoras. A comercialização de produtos agroecológicos variados, de qualidade e com preços acessíveis estimulam a integração entre camponeses e consumidos, atraindo milhares de pessoas à feira, que também aproveitam para conferir o trabalho dos artistas locais nas noites culturais.

O evento conta com duas edições anuais, a primeira etapa no mês de junho e a outra em outubro. Possui uma infraestrutura diferenciada comparada a outras feiras que exaltam a reforma agrária no país, como a instalação de banheiros químicos, barracas padronizadas, praça de alimentação e palco.

A atividade destaca-se pela sua organização e integra o calendário de eventos da cidade. A próxima Feira Camponesa, edição nº 11, está prevista para acontecer no período de 13 a 16 de outubro deste ano, na Praça Afrânio Jorge (Praça da Faculdade) no bairro do Prado em Maceió-AL.


Confira a programação completa do Seminário de Economia Popular em Alagoas:


13 de julho (segunda-feira)


Palestra 1: César Nonato Candeias (prof. CEDU). “O que é Economia Solidária em Alagoas”. Debatedora: Ana Rita Milani (profa. FEAC)

Palestra 2: Jarpa Aramis. A rua Cleto Campelo como articuladora da vida econômica do bairro do Jacintinho.


14 de julho (terça-feira)


Palestra 1: José Nascimento França (Prof. CSS): “As alternativas populares na economia: cooperativas e autogestão”. Carlos Lima (CPT): “A Experiência da Feira Camponesa”

Palestra 2: Anderson Henrique: “A feira do Graciliano, uma forma de comercialização popular”


15 de julho (quarta-feira)

Palestra 1: Márcia Túlia Pessôa (OCB). “Cooperativismo em Alagoas e a experiência da OCB”. Gedalva Queiroz (Cáritas). “A experiência de projetos de economia solidária”.

Palestra 2: Camila Ribeiro: “A feira do Tabuleiro, uma forma de organização econômica do bairro do Tabuleiro”


16 de julho (quinta-feira)

Palestra 1: Carlos Campos (Gerente de Microfinanças do BNB): “O Crediamigo e o Agroamigo: formas de crédito popular”.

Palestra 2: Thiago Ferreira “Moeda Social, a experiência do Banco Palmas” e Lucas Arjala: “Finanças solidárias"


17 de julho (sexta-feira)

Palestra 1: Pedro Verdino: “A experiência do Banco Cidadão”. Aparecida Magalhães (SRTE). “O que é a Secretaria Nacional de Economia Solidária” Ciro Bezerra (Prof. CEDU): “Novas formas de fazer economia”.

Palestra 2: Carlos Diego Franco “A experiência da Amicred”


SERVIÇO
A programação tem início às 14h e acontece no Auditório do CSAU (por trás da Biblioteca Central). Mais informações: (82) 3214-1134

Nenhum comentário: