terça-feira, 14 de julho de 2009

Nota do MST sobre o assassinato de um assentado em Traipu-AL


O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra vem a público se solidarizar com a família da agricultora Iraci Otila da Silva, assassinada no último dia 11/07 (sábado) no assentamento Sítio Novo, em Traipu (188km de Maceió), coordenado pelo MST. Segundo testemunhas, Iraci estava sozinha em casa e foi chamada à porta por dois homens numa moto, que atiraram quatro vezes e partiram.

O MST ainda não sabe quais linhas de investigação devem ser tomadas pela polícia, se envolve problemas pessoais ou se foi algum tipo de retaliação pela atuação política de Iraci na luta agrária. Iraci foi coordenadora do assentamento por vários anos e seu brutal assassinato representa uma grande perda para a luta social no campo em Alagoas, terra marcada pelo poder local de oligarquias e com uma funesta tradição de pistolagem.


Fonte: Rafael Soriano - Assessor de Comunicação do MST/AL

Nenhum comentário: