sexta-feira, 10 de julho de 2009

PDA na zona da mata alagoana


Texto: Helciane Angélica - Jornalista
Fotos: Alexsandra Timóteo


Integrantes da equipe técnica e coordenadores da Comissão Pastoral da Terra de Alagoas (CPT-AL) estiveram nos dias 25 e 26 de junho no assentamento Padre Emílio April, também conhecido por "Gordo" no município de União dos Palmares. Teve como objetivo a execução do Plano de Desenvolvimento do Assentamento (PDA).

A atividade contou com a adesão das 38 famílias camponesas do assentamento, que contribuíram para a construção do Plano de Ação realizados na sala de reunião da associação ou em frente as casas. Participaram dos debates, trabalhos em grupos e responderam ao questionário sobre o perfil e o cotidiano dos agricultores rurais (faixa etária, origem, escolaridade, produtividade na área adquirida, de que forma interage com o meio ambiente, etc).

O PDA é uma norma técnica que deve ser aplicada em todos os assentamentos da reforma agrária, e também, ser encaminhado para o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), que abastece seu banco de dados e pode utilizar para futuras vistorias. Busca analisar três áreas centrais: produtiva/econômica; aspectos sociais (ex: serviços prestados quanto a saúde e educação) e ambientais (ex: qualidade da água, clima da região e as condições do solo).

O diagnóstico servirá para a atuação interna da CPT-AL na área acompanhada e de subsídio para exigências na efetivação de políticas públicas. Daqui há cinco anos uma nova etapa será realizada, desta vez, será o Plano de Recuperação do Assentamento (PRA), que avaliará as metas alcançadas e as novas necessidades da região.

Nenhum comentário: