quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Equipamentos facilitam o trabalho de agricultores sertanejos












Antes e depois dos equipamentos (Arquivo)



Por: Helciane Angélica - Jornalista/CPT

Jornal Caminho da Roça (maio a agosto)


Os trabalhadores rurais do assentamento Todos os Santos localizado no município de Água Branca, estão felizes com a conquista da batedeira de feijão e a máquina ensiladeira/forrageira. Os equipamentos foram adquiridos com os recursos do Crédito de Apoio Inicial (governo federal), são utilizados de forma coletiva e aprimoraram a execução do trabalho.

Na área, os agricultores conseguem plantar durante os doze meses, devido a qualidade da terra e a existência de vários açudes, porém o feijão de arranca é cultivado por todos e em grande quantidade. Depois da colheita o produto é levado para secar e ficam nas portas das casas por dias, e em seguida, é preciso bater para retirar os grãos das cascas.

Anteriormente, era necessária a presença de dez homens no mínimo para fazer o serviço, batiam no feijão por várias horas e no final conseguiam encher um saco equivalente a 60 kg, e agora com o auxílio da máquina, em apenas uma hora são obtidos 1.500 quilos.

A colheita do feijão acontece principalmente nos meses de agosto e setembro, e desde o ano passado os agricultores têm a batedeira no assentamento, que separa os grãos em menos tempo e deposita diretamente nas sacolas. Com a forrageira é possível produzir o farelo de milho que serve para alimentar os animais, e com a ensiladeira, produz o silo (ração animal) e o fubá. Além desses benefícios, a perda dos alimentos na roça diminuiu e consequentemente contribuiu para melhorar as vendas.

Nenhum comentário: