quarta-feira, 11 de novembro de 2009

CPT-AL lamenta o assassinato do Pe. Guimarães

Padre Guimarães (no centro) durante a 9ª Romaria da Terra e das Águas, promovida pela CPT-AL em 1996, na Serra da Barriga em União dos Palmares (Arquivo/CPT)


A violência em Alagoas continua firme e forte!

Segundo o site alagoas24horas, até a data de hoje (11.11) foram registrados 1075 homicídios no Estado, sendo 44 só nesta primeira quinzena de novembro. Neste contexto, encontra-se o assassinato, de forma violenta, do padre Hidalberto Guimarães.

O crime está sendo investigado como latrocínio (roubo seguido de morte) e pegou a todos de surpresa, além de enlutar a sociedade alagoana. A Paz, incansavelmente proclamada por Dom Antônio Muniz, nosso arcebispo, é fruto da justiça, a certeza da impunidade alimenta a violência. Esperamos que o Estado tenha mais vigor em ações preventivas, que assuma a sua responsabilidade e promova realmente a PAZ.

Quanto ao padre Guimarães, vamos guardar as boas lembranças, o sorriso largo e alegria dos encontros, principalmente, das Romarias da Terra e das Águas onde sempre prestigiou. “A casa do Pai tem várias moradas”, um delas será o novo lar de Guimarães.

Nesta quinta-feira (12.11) o arcebispo celebrará a missa de 7º dia em dois momentos: às 8h, na cidade de Murici onde o padre era pároco; e às 19h, na igreja de São José, no bairro do Trapiche da Barra em Maceió.

A Comissão Pastoral da Terra em Alagoas (CPT-AL) lamenta a morte desse amigo, clamamos por justiça e nos solidarizamos aos familiares!


Coordenação da CPT-AL


Um comentário:

BOCA DE CAÊRA disse...

OS HOMENS VIVEM PARA APRENDER E MORREM PARA ENSINAR.

Pe. GUIMARÃES TOMBOU, MAIS O QUE ELE FEZ DURANTE SUA EXISTÊNCIA NENHUMA FACA OU CACETE DO MUNDO PODERÃO APAGAR.