quarta-feira, 17 de março de 2010

Agricultores ocupam o IMA de Alagoas


A atividade faz parte da mobilização em defesa das famílias camponesas que vivem há dois anos na Fazenda Boa Esperança, que possui várias irregularidades inclusive na área ambiental



Por: Helciane Angélica - Jornalista/CPT



Neste momento, cerca de 60 agricultores que recebem o apoio da Comissão Pastoral da Terra em Alagoas estão ocupando o Instituto do Meio Ambiente (IMA) no bairro de Bebedouro em Maceió. O ato reivindica a agilidade na apresentação do laudo técnico que comprova o desmatamento na Fazenda Boa Esperança em Major Izidoro, onde possui 28 famílias camponesas acampadas na propriedade do Deputado Federal, Benedito de Lira (PP/AL).

Após denúncia realizada pelos trabalhadores rurais, a propriedade foi notificada em 05 de janeiro deste ano devido a prática de desmatamento cometido por funcionários do suposto comprador, Petrúcio Barbosa, o ex-prefeito de Igaci. Foram retirados da área: pé de pereiro, juazeiro, caatingueira, braúna, angico, mororó, pau d’arco, jurema, mandacaru e mameleiro – foram encontrados cerca de 200 metros cúbicos de madeira, e precisariam de 15 caminhões para transportar o material. O órgão fez a inspeção, mas até agora não encaminhou o relatório oficial para o juiz da Vara Agrária, Ayrton Tenório, que deveria constar no inquérito.

Os trabalhadores rurais passaram à madrugada na sede da Superintendência do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra-AL), e ficarão no IMA por tempo indeterminado. Caso o laudo não saia até às 10h, uma comissão ficará no local e os demais manifestantes seguem para Vara Agrária onde terá uma audiência especial. Na ocasião, o Ouvidor Agrário Nacional, Gercino Filho, ouvirá os representantes das famílias camponesas que estão sendo intimidadas na fazenda e que buscam a suspensão da reintegração de posse.


Nenhum comentário: