terça-feira, 22 de junho de 2010

Camponeses fazem grande caminhada em Maceió


A mobilização busca a exoneração do atual superintendente do Incra-AL, Estevão Oliveira, que é considerado despreparado e desequilibrado


Por: Helciane Angélica - Jornalista/ CPT-AL


Cerca de 500 trabalhadores rurais oriundos do litoral norte e da zona da mata, que recebem o acompanhamento da Comissão Pastoral da Terra em Alagoas estão desde ontem em Maceió para mostrar à sociedade a insatisfação contra o desempenho do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA-AL). Eles passaram a noite na sede da Eletrobrás-AL e agora pouco iniciou uma grande caminhada do bairro da Gruta que seguirá até a sede do INCRA no Centro da capital alagoana.

No percurso, os camponeses e camponesas exaltarão as bandeiras e ferramentas de trabalho, cantarão as músicas da luta campesina. As faixas mostrarão a indignação contra a morosidade das ações e exigem a exoneração do atual superintendente Estevão Oliveira, que é considerada uma pessoa despreparada para o cargo, e que ainda tem uma postura desequilibrada e anti-ética.


35 anos

A caminhada também serve para exaltar o trabalho da Comissão Pastoral da Terra que nesta terça-feira, 22 de junho, completa 35 anos de trajetória e atuações no Brasil. Busca o protagonismo das famílias camponesas, ressaltando a importância da reforma agrária, valorizando a agroecologia e defendendo os direitos à terra e água de qualidade.

Nenhum comentário: