quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Drama das educadoras do campo é mostrado na TV

A Comissão Pastoral da Terra (CPT-AL) denunciou na segunda-feira (13.12) a morosidade do Governo de Alagoas quanto à aprovação do processo administrativo 11.216/09, que deveria repassar os salários das educadoras do campo e também viabilizar a implantação de mais duas salas de aula no sertão alagoano.

Há doze meses, o documento percorre várias salas da Secretaria Estadual de Educação, enquanto isso as educadoras continuavam exercendo seu trabalho sem receber os salários. Também existem outros educadores atuando em acampamentos da reforma agrária, vinculados ao Movimento de Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) que estão na mesma situação.

Vários meios de comunicação locais propagaram a situação vergonhada, dentre eles a TV Gazeta que fez uma reportagem especial com 3min15, clique no link para assistir: http://gazetaweb.globo.com/v2/videos/video.php?c=9076

A notícia foi a primeira a ser exibida ontem à noite (14.12) no telejornal AL TV 2ª edição, em horário nobre, e foi reprisada hoje no Bom Dia Alagoas, antes da entrevista no estúdio com o Governador Teotonio Vilela Filho. Teo afirmou que a situação era lamentável e que será solucionada imediatamente, também, aproveitou para parabenizar as professoras pelo trabalho desenvolvido mesmo diante de tantas dificuldades e pediu desculpas ao vivo.

Nenhum comentário: