segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

CPT realiza 22ª Assembleia Estadual com camponeses



A atividade acontecerá de 2 a 4 de março, na Casa dos Irmãos Maristas na Barra de São Miguel



 Por: Helciane Angélica - jornalista/CPT-AL


A Comissão Pastoral da Terra luta pelos direitos das famílias camponesas há 26 anos no Estado de Alagoas, busca garantir o direito de trabalhar na terra, ter moradia digna, água potável e a cidadania respeitada no campo. Nos dias 2 a 4 de março, na Casa dos Irmãos Maristas na Barra de São Miguel acontecerá a 22ª Assembleia Estadual dos trabalhadores e trabalhadoras rurais que são acompanhados pela pastoral social. O assunto debatido neste ano será “Agricultura camponesa: cooperação com o planeta”, em consonância com o tema da Campanha da Fraternidade 2011 intitulado “Fraternidade e a vida no planeta – A criação geme em dores de parto (Rm 8,22).

Estarão presentes cerca de 150 camponeses oriundos do sertão, zona da mata e litoral norte de Alagoas. A atividade será iniciada com a mística de abertura, mesa de honra com pronunciamentos de convidados e a entrega do Prêmio Dom Helder Câmara à Associação Pachamama, instituição italiana fundada no dia 21 julho de 2009, formada por um grupo de amigos da região de Torino na Itália, que apóia as ações da Comissão Pastoral da Terra e também defende os direitos dos trabalhadores rurais no Brasil.

Os italianos já visitaram acampamentos e assentamentos; participaram de algumas edições das Feiras Camponesas itinerantes e Romaria da Terra e das Águas; realizaram a Noite Brasileira na Itália e palestras na Universidade de Torino sobre a importância da reforma agrária; além de desenvolvem o projeto “Semeadores e Semeadoras de Saúde”, um curso de capacitação que tem contribuído para o protagonismo das famílias camponesas e repassa orientações importantes no campo da saúde.

Também terá uma homenagem aos assentamentos que foram exemplos no ano de 2010. A coordenação estadual da CPT escolheu o assentamento Nossa Senhora Aparecida de Água Branca (sertão) para receber o Certificado de Organização e o Certificado de Resistência ficou para a mobilização realizada em novembro do ano passado, pelos assentados de Jubileu 2000 e Quilombo dos Palmares localizados no município de São Miguel dos Milagres (litoral norte). Os assentados apreenderam duas máquinas (motoniveladora e retroescavadeira) e uma caçamba pertencentes ao Departamento de Estrada e Rodagem (DER) para chamar a atenção da sociedade e reivindicar a solução quanto aos problemas nas estradas de acesso que se arrastam por vários anos.

A partir das 14h30 terá a reflexão crítica sobre a Conjuntura nacional do campo que contará com a assessoria técnica do Padre Hermínio Canova, da coordenação nacional da CPT – sociólogo que trabalha a questão da teologia da terra para leigos e seminaristas; especialista na questão agrária no Nordeste a atuante na Arquidiocese de João Pessoa (PB). Logo após terá uma leitura sobre a atual luta pela terra em Alagoas, palestra ministrada pelo historiador Cícero Albuquerque e professor da Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Também terá a exibição do vídeo da Campanha da Fraternidade 2011 e debates.

Um comentário:

Viviane Alves disse...

Parabens voces estarão bem acessorados pelo o professor Cicero, não só por sua formação academica mas por ser um militante que acredita e faz luta, sou rpova disso