quarta-feira, 30 de março de 2011

Feira da Esperança e da Solidariedade vai comercializar produtos da reforma agrária


A atividade é uma realização da Arquidiocese de Maceió em parceria com a CPT, MST, MLST e MTL


Camponeses oriundos de acampamentos e assentamentos de várias partes de Alagoas participarão da Feira da Esperança e da Solidariedade nos dias 1° e 2 de abril, em frente à Igreja São Gonçalo no bairro do Farol em Maceió. É uma realização da Arquidiocese de Maceió, em parceria com a Comissão Pastoral da Terra (CPT), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Movimento de Libertação dos Sem Terra (MLST) e o Movimento Terra, Trabalho e Liberdade (MTL).

A Feira da Esperança e da Solidariedade existe desde fevereiro de 2010, acontece sempre no primeiro sábado de cada mês, tem contribuído na integração das pastorais sociais e a sociedade civil, além de arrecadar recursos financeiros para os projetos executados pela Igreja Católica.

Essa feira é uma forma de devolvermos à sociedade o apoio que recebemos na luta pela reforma agrária. Nosso compromisso é com o planeta, produzimos de forma harmônica com o meio ambiente alimentos saudáveis. As tentativas de desmoralizar a reforma agrária ficam pequenas diante da produção camponesa e da necessidade de se avançar ainda mais, conquistando terra e levando alimentos para a mesa dos mais pobres”, declarou Carlos Lima, Coordenador da CPT-AL.

Ao todo serão 50 barracas, e os visitantes poderão a partir das 6h comprar uma variedade de alimentos oriundos de acampamentos e assentamentos: frutas, verduras, ovos de capoeira, mel do sertão e farinha. Por volta das 8h30, terá a leitura da nota assinada por personalidades acadêmicas e depoimentos em apoio à luta pela reforma agrária em Alagoas. No sábado, a partir das 6h terá uma missa celebrada pelo Arcebispo Dom Antonio Muniz seguido do café comunitário. Na ocasião, o Arcebispo se pronunciará oficialmente em apoio às centenas de famílias que sonham em trabalhar e viver dignamente no campo. A feira será encerrada às 14h.



DOCUMENTÁRIO

A partir das 19h30, da sexta-feira (01.04) acontecerá a programação cultural com a exibição de documentários. Na ocasião, será lançado o curta-metragem “A Bota Velha é Nossa” com 15 minutos de duração, é uma realização da CPT-AL em parceria com o programa “Eu quero ver” da TV COM e a Central Única dos Trabalhadores (CUT-AL). Aborda a luta e resistência das 102 famílias que vivem há nove anos no Acampamento Bota Velha em Murici e estão ameaçadas de despejo. No local, existe casa de farinha, escola, açude, casas de taipa, energia elétrica e produção agrícola diversificada.



SERVIÇO
Feira da Esperança e da Solidariedade
Dias: 1° e 2 de abril de 2011
Local: Em frente à Igreja São Gonçalo, Farol, Maceió-AL
Realização: Arquidiocese de Maceió, CPT, MST, MLST e MTL.
Apoio: Central Única dos Trabalhadores (CUT-AL)
Assessoria de Comunicação: (82) 8831-3231 (Helciane Angélica - CPT) / 9916-8547 (Rafael Soriano – MST)


Nenhum comentário: