segunda-feira, 4 de abril de 2011

MST inicia 'Abril Vermelho' com onda de invasões na BA

O MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) invadiu duas fazendas no extremo sul da Bahia e prometeu detonar uma onda de invasões nos próximos dias dentro do chamado "Abril Vermelho".

Entre a noite de ontem e a madrugada de hoje, duas propriedades foram tomadas por sem-terra nos municípios de Alcobaça e Teixeira de Freitas. A seção baiana do MST diz que promoverá invasões de outras 50 áreas até o dia 10 de abril.

"Hoje à noite, amanhã à noite, durante a semana, vai acontecer ocupação todos os dias, especialmente no extremo sul [da BA] que é onde está concentrado o agronegócio", afirmou Evanildo Costa, um dos dirigentes do MST no Estado.

Segundo ele, só na Bahia existem 25 mil famílias em acampamentos.

Líderes do movimento afirmam que as invasões visam exercer pressão sobre Dilma Rousseff para desapropriar áreas para reforma agrária.

"Até este exato momento a presidente ainda não apresentou nenhuma meta para [assentar] as famílias acampadas", criticou.

O MST alega que 450 famílias participaram das ações contra as duas fazendas que têm entre 900 e 1.200 hectares. São propriedades com pastagens e plantações de eucalipto.

Não foi possível obter uma estimativa dos órgãos de segurança da Bahia sobre a quantidade de pessoas envolvidas.

"GENÉRICO"

No sábado também houve uma invasão de fazenda em Rinópolis (548 km de São Paulo), município do oeste paulista. A ação envolveu entre 80 e 100 pessoas - segundo a Polícia Militar - ligadas ao grupo do dissidente do MST José Rainha Jr.

O MST informou que o caso de Rinópolis não tem ligação com o "Abril Vermelho", a jornada de invasões realizada anualmente para lembrar o massacre de Eldorado dos Carajás (PA), onde 19 agricultores do movimento foram mortos pela polícia em 1996.

A Folha não conseguiu contato com o grupo que invadiu a fazenda no interior paulista.


Fonte: Folha.com

Nenhum comentário: