quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Via Campesina promove manifestações em vários estados

Organização é formada por diversos movimentos sociais.
Ações integram Jornada Nacional de Luta pela Reforma Agrária.


Em Sergipe, manifestantes bloquearam a BR-101. Eles pedem o assentamento de 150 famílias que estão acampadas, há mais de um ano, ao longo da rodovia. O trânsito só foi liberado depois que uma reunião entre o Incra, o governo do estado e lideranças do MST foi marcada para terça- feira (30).

No Pará, 250 trabalhadores rurais ligados ao Movimento Sem-Terra ocuparam a Fazenda Esplanada, em Eldorado do Carajás. O grupo quer a desapropriação da área. À tarde, outro grupo interditou a rodovia entre Parauapebas e Curionópolis para pedir a construção de uma escola num assentamento da região.

No Rio Grande do Sul, o movimento bloqueou rodovias em Santana do Livramento e em Alegrete. Além de maior agilidade nos processos de reforma agrária, famílias que já foram assentadas pediram também a renegociação das dívidas e liberação de crédito.

Em Maceió, cerca de mil manifestantes ocuparam as sedes da Eletrobrás, da Secretaria Estadual da Agricultura e do Incra. Eles cobraram a melhoria da infraestrutura dos assentamentos.

Em Brasília, integrantes da Via Campesina ocuparam o Ministério da Fazenda. Eles só deixaram o local no fim da tarde quando foram recebidos por ministros no Palácio do Planalto. Na reunião, eles pediram o assentamento imediato de 60 mil famílias acampadas, mais dinheiro para reforma agrária e a renegociação da dívida dos pequenos agricultores.

O governo se comprometeu a dar uma resposta a todos os pedidos dos manifestantes até sexta-feira (26).


Fonte: Globo Rural

Nenhum comentário: