sábado, 4 de fevereiro de 2012

Sem-teto montam acampamento no centro após reintegração de posse

230 famílias foram despejadas na manhã desta quinta de um prédio no cruzamento das avenidas Ipiranga com São João

Vivian Fernandes
Brasil de Fatos
No centro da cidade São Paulo (SP), 230 famílias foram despejadas na manhã desta quinta-feira (2) de um prédio no cruzamento das avenidas Ipiranga com São João. A reintegração de posse foi cumprida pela Polícia Militar. Segundo o coordenador da Frente de Luta por Moradia, Osmar Borges, as famílias saíram pacificamente do imóvel e estão montando um acampamento nas ruas do entorno. 
“Como a Prefeitura não compareceu, obedecendo a uma medida judicial, então o que restou às famílias foi a montagem dos barracos na rua”. 
Os sem-teto denunciam que a Prefeitura de São Paulo somente realizou um cadastro dos moradores, mas não apresentou nenhum projeto habitacional. A Frente de Luta pretende entrar com uma ação civil pública contra a Prefeitura. 
Borges também critica os projetos dos governos estadual e municipal que visam retirar as famílias de baixa renda do centro da cidade. 
“Os movimentos sociais enquanto defendem a bandeira da luta pelo direito de morar no centro, por políticas públicas; há um movimento do governo com os especuladores, com as empresas e associações imobiliárias, etc., para poder transformar aquilo ali em um centro de oportunidades. Produzir habitação para o mercado e não para os trabalhadores de baixa renda”.
O prédio que pertence a Afim Brasil Eventos está abandonado há mais de cinco anos, no local funcionava um bingo. As famílias ocuparam o imóvel em novembro do último ano, após serem despejadas de outro prédio na Avenida São João. Segundo os sem-teto, a ocupação tinha o objetivo de pressionar o governo para que resolva o problema de moradia da capital. 
Outra reintegração de posse está marcada para o dia 9 deste mês em um prédio da Rua Conselheiro Nébias, também na região central.

Nenhum comentário: