quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Trabalhadores rurais protestam contra a Usina Norte e Sul, em Pernambuco


Cerca de 300 trabalhadores e trabalhadoras rurais do Engenho Barra do Dia e Viola, localizados em Palmares e Água Preta/PE, ocuparam durante todo o dia de ontem (07/02)  a Usina Norte Sul. A ação foi apoiada pelo Sindicato de Trabalhadores Rurais de Água preta, Palmares e pela Fetape. 

Geovani Leão
CPT – Equipe da Mata Sul

Os trabalhadores protestaram contra os salários atrasados e o desrespeito de leis trabalhistas. De acordo com um dos manifestantes, o pagamento de salários deveria ser efetuado a cada quinze dias, mas os prazos não são cumpridos pela Usina. Outros trabalhadores também denunciam que a Norte e Sul vem diminuindo os salários de alguns trabalhadores justificando um “arredondamento”. “O que a Usina diz é que esse arredondamento, para menos, é uma forma de compensar os meses anteriores, quando a Usina adiantava pagamento aos trabalhadores que não”, afirmou uma das lideranças do ato. Entretanto,  segundo o trabalhador que atua na Usina há 3 anos, “este fato nunca aconteceu, a Usina nunca pagou a mais pra nenhum trabalhador e todos os meses vem menos em nosso salário”.       

A Usina entrou na Justiça com pedido de reintegração de posse e no início da noite, os trabalhadores foram expulsos do local. Ainda de acordo com um dos manifestantes, caso os trabalhadores não saíssem imediatamente da Usina, o STTR  teria que pagar multas à Norte e Sul por cada dia de ocupação. Como resultado da organização e manifestação dos trabalhadores, a Usina Norte e Sul já anunciou o  pagamento dos salários atrasados a partir de hoje, dia 8. Entretanto, para Geovani Leão, da Comissão Pastoral da Terra, os trabalhadores estão conscientes de que precisam continuar as mobilizações pois sabem que se não estiverem organizados, os desrespeitos trabalhista continuarão. 

Nenhum comentário: