quarta-feira, 28 de março de 2012

13º Jejum solidário leva a sociedade a refletir na sede do INCRA


A CPT, entidade da Igreja Católica que preza pelo ecumenismo, refletirá o tema "A terra é de quem trabalha, já chega de tanto esperar" com agentes pastorais da CPT, religiosas, padres, pastores e trabalhadores.

A Comissão Pastoral da Terra (CPT) realizará na próxima sexta-feira (30) o 13º Jejum de Solidariedade às pessoas que passam fome e outras necessidades no mundo, na sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária de Alagoas (Incra/AL), localizado na Praça Visconde de Sinimbú, centro da cidade de Maceió, das 8h às 18h.

Para o 13º Jejum, os manifestantes refletirão o tema "A terra é de quem trabalha, já chega de tanto esperar" e segundo Carlos Lima, coordenador da CPT, os participantes farão a última alimentação na noite de quinta-feira (29) e durante todo dia da sexta-feira apenas farão a ingestão de água.

Ainda de acordo com Lima, a manifestação sempre acontece na sexta-feira que antecede a semana santa e reúne agentes pastorais da CPT, religiosas, padres, pastores e trabalhadores. "O primeiro jejum foi realizado em 1999, nas escadarias do edifício Walmap, centro de Maceió, onde funciona o INCRA, e já protestamos sobre o desvio de recursos públicos, corrupção e irregularidades na política alagoana, agora estamos nos manifestando em defesa da terra que é de quem trabalha como também contra a lentidão do INCRA na promoção da Reforma Agrária, que fere a dignidade das famílias acampadas”, justificou.

A atividade tem fundamentação bíblica na afirmação do profeta Isaias 58, versículos 6 e 7, quando diz, 'O jejum que eu quero é este: acabar com as prisões injustas, desfazer as correntes do julgo, pôr em liberdade os oprimidos e desfazer qualquer julgo. “Repartir a comida com quem passa fome, hospedar em sua casa os pobres sem abrigo, vestir aquele que se encontra nu e não se fechar à sua própria gente’”, concluiu.

Nenhum comentário: