quinta-feira, 28 de junho de 2012

Irmã Daniela: Missionária a serviço do reino, junto aos marginalizados (as)

Irmã Daniela e Dom Gílio na XII Romaria da Terra
Foto: CPT/AL

Carlos Lima
Coordenador CPT/AL

“Vai trabalhar pelo mundo a fora, Eu estarei até o fim contigo, está na hora o Senhor me chamou, senhor aqui estou”.

A Igreja é missão. Algumas pessoas especiais acolhem a missão como o instrumento capaz de servir a Deus e aos irmãos (as) e escolhem os empobrecidos como centro do serviço e alimento da fé.

A missão e os pobres - nem sei se podemos separar assim, porque é difícil entender missão sem ser um serviço aos pobres - estiveram presente na vida missionária de Irmã Daniela. Italiana de nascimento e missionária por vocação abraçou a vida religiosa e não encontrou obstáculo capaz de desviar do objetivo de servir a Deus junto aos marginalizados do sistema.

Na pequena Piossasco, na região de Torino, na Itália, trabalhou com os esquecidos, com os caídos, com drogados e prostitutas, exercia a missão e enxergava o rosto de Cristo nas pessoas sofridas. Antes de chegar ao Brasil passou pela Argentina.

Em Alagoas, a missão de Irmã Daniela, tem a sua síntese no município de Joaquim Gomes. Dedicada a atender ao povo e cuidar da saúde do corpo e do espírito, com o carisma da congregação de São José de Pinerolo, junto com outras religiosas, realizou com as doações generosas da população de Piossasco e Pinerolo, várias obras: ambulatório, centro comunitário, escolas, sempre voltada aos mais necessitados.  Irmã Daniela amou e vai continuar amando o povo de Joaquim Gomes.

Alegre com a missão, era sempre disposta a servir, lembro de uma criança que ela conduzia, um dia na semana, de Joaquim Gomes à Maceió para tratamento de saúde no Hospital do Açúcar; lembro também, da dedicação às famílias sem terra que ocupavam as fazendas improdutivas na região, junto com padre Diego andou em vários acampamentos levando alimentos para o corpo e a Palavra como alicerce da caminhada dos empobrecidos rumo a terra sem males.

Com a Pastoral da Terra ajudou nos acampamentos, especialmente na Flor do Bosque, em Messias, nos acolheu na pesquisa que realizamos em Joaquim Gomes para entender o processo migratório dos assalariados da cana, que resultou no documentário “Tabuleiro de Cana, Xadrez de Cativeiro”, esteve presente nas romarias e contribuiu para a compra do nosso primeiro carro.

Em Joaquim Gomes e por onde ela passou vai ficar pra sempre o “jeito irmã Daniela de ser”, de ser servidora, de ser enfermeira, de ser religiosa, de ser acolhedora, de ser amiga, de ser testemunha do amor infinito de Deus.

Quem sabe um dia os políticos de Joaquim Gomes e região possam ver no humilde serviço da irmã Daniela um exemplo a ser seguido.

Foi uma benção conviver, em alguns momentos, com uma mulher tão generosa e preocupada com o bem estar do próximo.

Vamos sentir tanto a sua ausência! Mas temos a certeza da sua presença junto ao Pai, na morada definitiva, pedindo pelos pobres de Alagoas e de Joaquim Gomes.  Vamos, irmã Daniela, sempre lembrar que no dia 27 de junho de 2012, em pleno festejo junino, Deus te chamou para outra Diocese.

Nenhum comentário: