quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Abertura da 21ª Feira Camponesa celebra a fartura no campo


Hoje, 15 de outubro, a Praça da Faculdade foi ocupada com o melhor da produção camponesa no estado de Alagoas. A 21º Feira Camponesa já começou e trouxe aos maceioenses os frutos da Reforma Agrária.  

Para marcar o início da Feira, foi realizada na manhã de hoje, a solenidade de abertura que reuniu camponeses, camponesas, convidados e apoiadores da luta. Embalados por cantigas e cordéis, os membros da mesa saudaram a chegada de mais uma primavera farta de alimentos e alegria para o trabalhador(a) rural.

Marcos Bezerra, ouvidor do INCRA, relatou acompanhar a luta camponesa há anos e sua evolução. “Antes, nas mesas de negociação, o pessoal dizia que os camponeses não trabalhavam para impedir a Reforma Agrária. Hoje, com tanta produção, não tem como afirmar mais isso. Essa Feira mostra o quanto a reforma agrária dá certo”, disse o representante do INCRA.

Um exemplo de que a luta dá certo é André Gomes, que falou representando os assentados. “Morei em São Paulo num quarto de 3 metros quadrado com minha esposa e dois filhos. Voltei para Alagoas para não passar fome. Foi na luta pela terra que conquistei minha casa. Nunca sonhei em ter uma casa como a que tenho hoje, onde posso plantar e produzir. Não troco meu pedacinho de terra por nada nessa vida. E tudo graças à luta e à CPT”, afirmou André Gomes, do assentamento Todos os Santos, em Água Branca.

“A 21ª Feira tem um brilho especial. É muita fartura e diversidade. É possível ver no rosto dos agricultores(as) a alegria em trazer à Maceió um produto tão bonito e vistoso, fruto de seu trabalho e de sua luta por um país mais justo”, comemorou Heloísa Amaral, coordenadora da CPT responsável pela Feira.

Estiveram presentes no ato de abertura o Diretor do Sindicato dos Urbanitários, José Cícero, o Sil, e o representante do Governo de Alagoas, Claudionor Araújo.

Programação

Ainda hoje, a partir das 19 horas, na programação cultural da Feira, subirão ao palco Pinóquio do Acordeon e Kleber Canto. Amanhã, o destaque será o lançamento do livro “Terra e Pastoral em Alagoas: Conflito e liberdade”, também a partir das 19 horas. A Feira se estende até o sábado, 18 de outubro.

Confira os melhores momentos:










Nenhum comentário: