segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Celebração nos assentamentos e acampamentos revive verdadeiro sentido do Natal



Camponeses e Camponesas acompanhados pela Comissão Pastoral da Terra em Alagoas celebraram, na última semana, o nascimento do menino Jesus nas áreas de Reforma Agrária, revivendo momentos de reflexão, de comunhão e da vida coletiva.

O Natal representa a chegada do Messias, o Menino Jesus, que veio para semear o amor e a fraternidade, enfrentou os poderosos e morreu sob tortura por defender um mundo de justiça, fraternidade e igualdade. Relembrando a luta de Jesus, as celebrações reuniram dezenas de famílias de diversos acampamentos e assentamentos por região.

A primeira celebração ocorreu dia 20 de dezembro, no Sertão, no assentamento Todos os Santos, em Água Branca. Um coral das crianças do projeto Caminho Verde encerrou a atividade cantando “Noite Feliz” e contracenando uma peça mostrando que o natal não é lista de presentes e sim o nascimento do menino Jesus. O presente deve ser o amor.

O Pároco Delorizano Marques, durante a homilia, falou sobre o nascimento do Messias: "Jesus fez a opção de nascer não nos palácios, ao lado dos poderosos; mas sim de forma humilde, entre os pobres".

Na Zona da Mata, dois acampamentos festejaram o Natal com apresentações infantis e a realização de Missas. Em Ibateguara, no dia 22, no acampamento Cachoeira Dantas, a Eucaristia foi presidida pelo Padre José Firmino. Já em Murici, no acampamento Mumbuca, o Padre André celebrou a missa no dia 23 e disse que o Natal é tempo de amar.

“Nós temos que reaprender a amar, a cuidar do próximo. Não podemos trocar o natal por uma farra, aí deixa de em nossa casa ter um presépio para ter uma presepada”, brincou o Padre André, pároco de Murici.

“Hoje, esse evento que a CPT nos proporcionou é para dar graças, de voltar para casa disposto a perdoar, e seguir o caminho trilhado por Jesus, de justiça e comunhão”, concluiu o Pe André.

O litoral também celebrou o Natal. No assentamento Padre Alex Cauchi, as famílias camponesas se reuniram no dia 22 para comemorar o nascimento do menino Jesus e renovar a esperança de uma vida melhor.


“Como Pastoral acreditamos na intervenção divina e buscamos apresentar a boa nova aos empobrecidos do campo. Celebrar o nascimento de jesus é renovar a nossa fé e a nossa missão”, afirmou Carlos Lima coordenador da CPT de Alagoas.  






Nenhum comentário: