domingo, 18 de outubro de 2015

100 toneladas de alimentos são comercializados na 23ª Feira Camponesa


A 23ª Feira Camponesa, organizada pela Comissão Pastoral da Terra, se despediu de Maceió na manhã deste sábado, 17 de outubro. Com mais de 100 toneladas de alimentos comercializados, a Feira demonstrou o sucesso que a produção agroecológica faz entre os maceioenses.

Os cerca de 100 camponeses e camponeses, vindos de 21 assentamentos e acampamentos da reforma agrária em Alagoas, além de apresentar frutos da luta pela terra, garantiram a comercialização de seus produtos a um preço justo.



“Na nossa feira não há o atravessador, que lucra em cima do trabalhador rural e faz aumentar o preço para o consumidor final. Nesses 4 dias de feira observamos um grande envolvimento das pessoas que vinham comprar e buscavam saber de onde vinha o alimento e aprendiam sobre o modo de vida dos camponeses”, afirmou Heloísa Amaral, coordenadora da CPT.

Pinóquio do Acordeom encerrou programação cultural com chave-de-ouro




A Feira Camponesa é também bastante conhecida pela festa que propicia durante as noites, na Praça da Faculdade. Este ano, os artistas Pinel do Acordeon, Guilla Gomes, Grupo Afro Afoxé, Forró Casa de Reboco, Forró Nó Cego e Pinóquio do Acordeon garantiram a animação de milhares de pessoas que passaram pela 23ª edição da Feira da CPT.

Após o já tradicional bingo do carneiro, Pinóquio do Acordeon, amigo e apoiador da luta camponesa, recebeu a missão de realizar mais um encerramento das festividades da Feira. “Esse é sempre um momento de muita alegria tanto para o homem e a mulher do campo como da cidade. Esperamos que a próxima Feira possamos repetir esse sucesso”, concluiu Heloísa.






Nenhum comentário: