quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Agentes Pastorais estudam carta do Papa Francisco

Estudo da Encíclica LAUDATO SI' foi coordenado pelo padre Hermínio Canova




O padre Hermínio Canova, assessor da CPT Nordeste 2, esteve em Alagoas nesta terça-feira, 17, com a missão de orientar os agentes da Pastoral da Terra de Alagoas no estudo da encíclica LAUDATO SI' (louvado seja, em português). O documento do Papa Francisco convida a refletir sobre o meio ambiente e a pensar nos males provocados contra a mãe Terra.

Ao explicar o sumo Pontífice sobre a nossa “casa comum”, o padre Hermínio afirmou que não se trata de uma encíclica verde, uma preocupação com o meio ambiente, mas uma visão de cuidado com o planeta. “O papa não apresenta crises humana e ecológica dissociadas, enfatiza uma única crise socioambiental, responsabilizando o sistema consumista. Ele alerta para necessidade de diminuir a marcha do crescimento”, disse Canova.


O centro da encíclica é o pobre, as populações vulneráveis. Essa preocupação fica clara no capitulo I, número 48: De fato, a deterioração do meio ambiente e a da sociedade afetam de modo especial os mais frágeis do planeta: “Tanto a experiência comum da vida cotidiana como a investigação cientifica demonstram que os efeitos mais graves de todas as agressões ambientais recaem sobre as pessoas mais pobres".

A Pastora da Terra de Alagoas vai ampliar o estudo desse documento papal na assembleia da CPT/Alagoas, que deve acontecer no primeiro trimestre de 2016. “O Papa Francisco tem uma grande sensibilidade para guiar a humanidade para um futuro de paz e prosperidade. Por isso, achamos fundamental que toda a sociedade tenha ciência dessa encíclica. Vamos reproduzir esse estudo junto aos camponeses e às camponesas na nossa próxima assembleia estadual”, afirmou Carlos Lima, coordenador da regional da CPT.



Nenhum comentário: