quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Assentados cobram e INCRA notifica invasores de reserva legal




O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária esteve na manhã desta terça-feira, 27 de setembro, no assentamento Flor do Bosque, em Messias, para notificar invasores dos 70 hectares de Reserva Legal (RL).

A presença do INCRA foi provocada pela cobrança dos assentados e assentadas, que durante a Jornada Unitária pela Reforma Agrária, exigiram proteção da área de preservação e a liberação dos recursos do projeto, já aprovado pelo Fecoep, para reflorestamento da reserva.

“Na reunião com o INCRA (dia 8 de setembro), o procurador se comprometeu a notificar os invasores e ingressar com uma ação de reintegração de posse”, afirmou assentado Jailson Tenório, o Careca, coordenador da Comissão Pastoral da Terra.

A luta em defesa da RL se estende desde 2011. Ao menos três operações do IMA, Secretaria de Agricultura de Alagoas e Batalhão Ambiental já foram realizadas. Entretanto, grileiros permanecem construindo casas e vendendo lotes. Os camponeses esperam, desta vez, que a ação do INCRA seja definitiva.

Saiba mais:Reserva Legal do assentamento Flor do Bosque é invada por grileiros
Pastoral denuncia invasão de Reserva Legal em Assentamento



Milton Magni, Chefe da Divisão de Desenvolvimento do INCRA, explicou que a notificação atual pede a saída dos invasores e, caso não aconteça no prazo de 15 dias, será requisitado à justiça a reintegração de posse.

“Essas famílias se encontram na área de reserva do INCRA. Vamos pedir a reintegração de posse. A posição do órgão é que não fique ninguém na área”, disse Magni, durante a notificação.



Nenhum comentário: