terça-feira, 8 de agosto de 2017

Reunião fortalece e amplia construção da 30ª Romaria da Terra

Pastorais Sociais também iniciaram articulação para o Grito dos Excluídos(as)



A 30ª Romaria da Terra e das Águas, marcada para os dias 4 e 5 de novembro, na Serra da Barriga (União dos Palmares), avança a passos largos a cada reunião. Nesta terça-feira, 8 de agosto, novos grupos passaram a integrar a Comissão Organizadora da Romaria e somar forças para o sucesso da edição comemorativa de 30 anos.

Realizada na sede da Comissão Pastoral da Terra, a reunião contou com a presença do Conselho Indigenista Missionário (CIMI), da Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), da Pastoral da Juventude do Meio Popular (PJMP), do Centro de Estudos Bíblicos (CEBI), de membros das paróquias de União dos Palmares, de Agentes de Pastoral Negros (APNs), da Cáritas e da Pastoral da Criança.

Para Carlos Lima, coordenador da CPT/AL, a construção coletiva é o caminho para o êxito de uma Romaria que alimente a espiritualidade do caminhante, preserve a memória de luta do Quilombo dos Palmares, incentive a luta pela democratização do uso da terra e estimule a prática da justiça, da partilha e da solidariedade.

“Foi uma reunião importante onde trouxemos à participação mais seguimentos da Igreja e sedimentamos o caminho para construir uma Romaria bem participativa. Nesta reunião debatemos sobre a mobilização das comunidades e a produção do subsídio com textos e músicas para a Romaria. Ele deve ficar pronto até o final do mês e será um importante instrumento para mobilizar as comunidades”, disse Lima.

Durante a manhã desta terça-feira, houve oração, reflexões em grupo e debates sobre a preparação da atividade que deve reunir mais de 5 mil romeiros e romeiras na terra de luta e resistência, de Zumbi e Dandara. Uma das metas destacadas foi a de sensibilizar e articular a presença de padres, religiosas e pastorais de todo o Estado, assim como envolver as comunidades religiosas de Maceió. Além disso, foi evidenciada a mobilização da cidade de União dos Palmares, tanto a área rural quanto a urbana.

Momento de oração com os presentes

Como forma de garantir as finanças para a realização do evento, foi distribuído, aos representantes das pastorais e aos coordenadores da Pastoral da Terra, carnês para aquisição do kit da Romaria, que inclui camisa, chapéu de palha e sacola de tecido personalizada do evento. Esse kit tem o valor de R$ 50,00 e também pode ser adquirido na sede da CPT, na Cúria Metropolitana.

Como próximos passos, ficou combinado de realizar visitas às comunidades rurais e urbanas; usar as redes sociais com vídeos chamando para participar da Romaria; solicitar espaço na reunião do clero; articular as religiosas e religiosos; e enviar a carta do arcebispo convocando para Romaria as comunidades e paróquias.

De agenda, ficou marcado um encontro com representantes das comunidades rurais e urbanas de União dos Palmares, no dia 16 de agosto, às 8 horas, no Centro Paroquial da cidade, e a próxima reunião da comissão organizadora da Romaria para o dia 29 de agosto, as 9 horas, na sala da CPT.

Grito dos(as) Excluídos(as)

Com o tema “Vida em primeiro lugar!” e o lema: “Por direitos e democracia, a luta é todo dia”, a tradicional marcha do Grito dos(as) Excluídos(as) está confirmada para o dia 7 de setembro. Essa será a 23ª edição da manifestação reúne movimentos sociais e pastorais sociais para denunciar as injustiças e os males existentes no Brasil.

Em preparação para esta data que se aproxima, foi convocada uma primeira reunião do 23ª Grito dos Excluídos(as) em Alagoas para o dia 9 de agosto às 9 horas, na sede da CPT.

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Feira Camponesa inicia amanhã no bairro do Pinheiro



A edição itinerante da Feira Camponesa chega ao bairro do Pinheiro nesta quinta-feira, 3 de agosto. Organizada pela Comissão Pastoral da Terra, o evento comercializa alimentos saudáveis ao lado da Igreja Menino Jesus de Praga, até ao meio-dia do sábado, 5.

Nesta versão itinerante participam 25 camponeses e camponesas que trazem, do litoral, sertão e região da mata, os melhores frutos da Reforma Agrária de Alagoas. Os alimentos disponíveis na feira são todos produzidos de maneira agroecológica, sem a utilização de agrotóxicos.

“Todos os produtos comercializados na Feira são alimentos fresquinhos e sem veneno. Podem ter a certeza que são da melhor qualidade e com preços justos, vendidos direto pelo produtor”, garantiu a agrônoma Heloísa Amaral, coordenadora da CPT.

A Feira funcionará das 6h às 19h e conta com o apoio da Paróquia Menino Jesus de Praga e do Iteral.

Serviço:

Feira Camponesa Itinerante
Dias: 3 a 5 de agosto de 2017
Local: Igreja Menino Jesus de Praga – Pinheiro

Horário: das 6h às 19 horas